• Youtube

Seja bem vindo!

Conheça nossas mídias sociais

Tudo sobre Epilepsia

Indique este site

Evento

I Simpósio de Dieta Cetogênica na Epilepsia Refratária

dieta-cetogenica-banner

 

No dia 27/10/2016 foi realizado o I° Simpósio de Dieta Cetogênica na Epilepsia Refratária, organizado pelo grupo de pesquisa CETOUSP, uma parceria do Instituto da Criança da FMUSP (ICr FMUSP) e da Faculdade de Saúde Pública (FSP-USP).  Este evento ocorreu na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo no Anfiteatro João Yunes apresentando 179 inscritos, entre nutricionistas, estudantes de nutrição, médicos e familiares de pacientes.

Inicialmente foi abordado a epilepsia, classificação e diagnóstico pela Dra. Letícia Sampaio do ICr FMUSP, seguindo-se o tratamento medicamentoso das epilepsias pela Dra. Elza Márcia Yacubian da Unifesp e a Dra. Laura Guilhoto (Unifesp) apresentou a temática do papel da Associação Brasileira de Epilepsia.

A nutricionista Daniela Murakami do Hospital Municipal do Campo Limpo introduziu a temática do manejo nutricional da Dieta Cetogênica.

O ponto alto deste evento foram as apresentações das pesquisas realizadas pelo grupo:

A nutricionista mestranda da FSP-USP, Mariana Prudêncio, nos falou sobre a inadequação de micronutrientes na dieta cetogênica e a pirâmide alimentar  cetogênica.

A dieta cetogênica devido a sua proporção de macronutrientes ofertados apresenta-se deficiente em vitaminas e minerais. Considerando que essas deficiências podem apresentar diversos prejuízos na saúde do paciente, a suplementação deve ser considerada e prescrita desde o início do tratamento. O protocolo de suplementação para os pacientes em tratamento devem ser individualizados e formulados levando em consideração os valores da  Recommended Dietary Allowances propostos nas Dietary Reference Intake (DRIs).  A pirâmide alimentar cetogênica é um recurso de educação nutricional que permitirá uma melhor fixação da informação e conscientização dos alimentos permitidos. Permite que o paciente visualize que a dieta cetogênica, mesmo restrita em relação a alguns alimentos, não deve ser monótona. Os grupos alimentares garantem a oferta de diversos alimentos e o paciente pode fazer várias combinações de acordo com as suas preferências alimentares.

A nutricionista doutoranda do PRONUT-USP, Patrícia Lima, abordou o impacto da dieta detogênica no risco cardiometabólico. Os fatores de risco clássicos, concentração do colesterol total e frações, são monitorados durante o tratamento com a dieta cetogênica, mas não são os únicos marcadores associados com o risco cardiometabólico. Outros fatores de risco denominados fatores de risco não clássicos como tamanho de lipoproteínas, LDL oxidada, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARs), concentração de apolipoproteina B (APO B) também estão associados ao aumento de risco. Nosso grupo verificou no período de 3 e 6 meses de dieta cetogênica clássica (rica em ácidos graxos saturados) aumento significativo na concentração de TBARS (marcador de peroxidação lipídica avançada), APOB e partículas de LDL pequenas sinalizando um impacto negativo da dieta cetogênica no perfil oxidativo de crianças e adolescentes com epilepsia. Entretanto, alguns resultados preliminares, reduzindo-se a concentração de ácidos graxos saturados com aumento de PUFAS (especialmente w-3) já demonstra concentração inferior em alguns marcadores indicando um perfil menos aterogênico e mais cardioprotetor. Não sabemos ainda qual o efeito a longo prazo nas crianças que permanecem em dieta por mais de um ano e se há mudanças nesses marcadores após a suspensão da dieta.

A acadêmica de nutrição Giovanna Ricciarelli sobre a associação do perfil de ácidos graxos no controle das crises apresentando várias pesquisas que estão sendo realizadas com o objetivo de diferenciar o efeito de ácidos graxos monoinsaturados, polinsaturados e saturados no controle das crises, especialmente do ômega-3.

Este evento foi finalizado em grande estilo com o lançamento do E-book:

Dieta Cetogênica no tratamento da Epilepsia Coordenado pela Profa. Nágila Raquel Teixeira Damasceno do Departamento de Nutrição da FSP-USP, Nutricionista Doutoranda Patrícia Azevedo Lima, Nutricionista Mestranda Mariana Baldini Prudencio e Dra. Leticia Pereira de Brito Sampaio. O livro da Editora Weight Science está disponível para aquisição no endereço:

http://www.livrariadamaso.com.br/dieta-cetogenica-no-tratamento-da-epilepsia.html

 


Fotos


  • Receba por e-mail nossas novidades