• Youtube

Seja bem vindo!

Conheça nossas mídias sociais

Tudo sobre Epilepsia

Indique este site

Relato oficial da ILAE: Uma definição prática de epilepsia

Robert S. Fisher, Carlos Acevedo, Alexis Arzimanoglou, Alicia Bogacz, J. Helen Cross, Christian E. Elger, Jerome Engel Jr, Lars Forsgren, Jacqueline A. French, Mike Glynn, Dale C. Hesdorffer, B.I. Lee, Gary W. Mathern, Solomon L. Moshé, Emilio Perucca, Ingrid E. Scheffer, Torbjörn Tomson, Masako Watanabe, Samuel Wiebe.
Epilepsia 2014;55(4):475-82.

Resumo
Epilepsia foi conceitualmente definida em 2005 como um distúrbio do cérebro caracterizado pela predisposição persistente do cérebro em gerar crises epilépticas. Esta definição é usualmente aplicada de forma prática como a ocorrência de duas crises epilépticas não provocadas separadas por um intervalo superior a 24 h. A International League Against Epilepsy (ILAE) aceitou as recomendações de uma Força-Tarefa que alteraram a definição prática para circunstâncias especiais as quais não se encaixam no critério de duas crises epilépticas não provocadas. A Força-Tarefa propôs que a epilepsia deve ser considerada uma doença do cérebro caracterizada por qualquer uma das seguintes condições: (1) Pelo menos duas crises epilépticas não provocadas (ou reflexas) ocorrendo em um intervalo superior a 24h; (2) uma crise epiléptica não provocada (ou reflexa) e a probabilidade de ocorrência de crises epilépticas similar ao risco de recorrência em geral (de pelo menos 60%) após duas crises epilépticas não provocadas, ocorrendo nos próximos 10 anos; (3) diagnóstico de uma síndrome epiléptica. Epilepsia é considerada resolvida para indivíduos que tenham uma síndrome epiléptica dependente da idade, mas já ultrapassaram a idade limite da mesma ou aqueles que tenham permanecido livres de crises por pelo menos 10 anos e sem fármacos antiepilépticos durante pelo menos os últimos 5 anos. O termo “resolvida” não é necessariamente idêntico ao que se convenciona chamar de “remissão” ou “cura”. Definições práticas diferentes podem ser propostas e utilizadas para vários propósitos específicos. Esta revisão da definição de epilepsia trás o termo em concordância com o uso comum.

Acesse o conteúdo completo: Clique aqui

  • Receba por e-mail nossas novidades